Frequently Asked Questions

Qual a idade ideal para colocar brincos em bebês?


Os produtos Studex se adequam a qualquer tipo de lóbulo , porém não temos expertise médica para indicar a melhor idade. Apenas sugerimos que a criança já esteja imunizada pelas primeiras vacinas. Consulte seu pediatra.




As tarraxas parecem grandes. Elas machucam?


A Studex se especializou em segurança no processo de perfuração dos lóbulos. Com isso, o conjunto brinco e tarraxa foi exclusivamente concebido para garantir uma aplicação precisa e, consequentemente, uma perfeita cicatrização. Desta forma, nossas tarraxas se definem como as mais adequadas para esta finalidade.




Quanto tempo é necessário permanecer com o brinco após o furo?


O tempo de cicatrização pode variar para cada individuo, mas historicamente podemos calcular em torno de 4 a 6 semanas.




É necessário passar algum medicamento para auxiliar a cicatrização?


Consideramos fundamental uma boa higienização (água e sabão) e seguir as recomendações dadas pelo profissional que efetuou a aplicação.




O que devo fazer se sentir coceira ou vermelhidão no local do brinco?


Percepções alérgicas normalmente ocorrem até 48h após a aplicação dos brincos. Neste caso, embora todos nossos produtos sejam antialérgicos, recomenda-se a retirada dos brincos e a procura por um médico especialista.




Qual o material do brinco?


Todos os brincos são fabricados em puro Aço Inox 316 e os modelos banhados, são em OURO 24k , declarado livre de níquel.




Meu lóbulo já cicatrizou, posso trocar o brinco por qualquer outro?


Não recomendamos a substituição por qualquer outro brinco, por pelos menos 6 meses. A
Studex possui uma vasta linha de brincos , estéreis e feitas com o mesmo aço, portanto , mais adequadas para essa primeira substituição. Clique aqui para conhecer nossa linha Sensitive.




O brinco da bebê enrosca em tudo. O que devo fazer?


Como bebês estão sempre protegidos por roupas de tramas finas, principalmente em regiões onde o clima é mais frio, é comum ocorrerem enroscos acidentais . Deve-se sempre verificar o posicionamento do brinco, certificando de que ele esta com a jóia junto ao lóbulo, mantendo a folga na parte de tras. Cuidado especial também com toalhas e principalmente na hora de vestir e despir a bebê.




O brinco mudou de cor. Como isso é possível?


Como na grande maioria das vezes, o brinco foi colocado como primeiro furo onde se requer tempo para cicatrização SEM RETIRÁ-LO, a joia torna-se passível das ações químicas de alguns cosméticos normalmente utilizados no dia a dia de cada um. Com isso, é possível a ocorrência de um acúmulo que possa interferir na percepção do brilho e ou da cor original da joia.




Perfurei com o brinco Baby System75, posso substituir por qualquer outro brinco da Studex?


Mesmo na certeza de ser um produto estéril e concebido com o mesmo tipo de aço, existe
uma diferença a ser considerada na ESPESSURA do brinco (haste fina).
Os brincos da linha BABY SYSTEM75 , possuem a haste mais fina que os da linha convencional da STUDEX , portanto em determinados lóbulos, podem causar irritação ao tentar “forçar" sua colocação. Neste caso recomendamos a linha SENSITIVE (Plus ou Kids), que possuem a mesma dimensão da haste.




Fazer a aplicação do brinco com uso de catéter é legal?


A RDC-44 (Resolução da ANVISA que regulamenta esta atividade) é bem específica na Seção II Art.78 ao dizer que : "A perfuração do lóbulo auricular deverá ser feita com aparelho específico para esse fim e que utilize o brinco como material perfurante.
Parágrafo único. É vedada a utilização de agulhas de aplicação de injeção, agulhas de suturas e outros objetos para a realização da perfuração".




É verdade que furar com pistola demora mais a cicatrizar?


O tempo de cicatrização é independente do método utilizado para fazer a aplicação do brinco. O fato é que cada individuo tem o seu tempo de cicatrização, que em média varia de 4 a 6 semanas nas regiões dos lóbulos.




Posso furar minha orelha na região do tragus e/ou cartilagem?


Os sistemas STUDEX de perfuração de orelhas foram concebidos para terem eficácia em toda a região auricular. Porém, é importante notar que áreas com menos irrigação sanguínea são mais suscetíveis à reações alérgicas e/ou complicações cicatriciais, decorrentes de descuidos higiênicos e/ou heranças patogênicas.